quarta-feira, 31 de julho de 2013

Cap.22- 2ª temporada ÚLTIMO (1/3)

Antes do capítulo: Pra quem não entendeu a Miley achou uma troca de email deles que fala do contrato, e nesse contrato vocês lembram o que tem né? Que a Demi seria obrigada a fazer o que o Joe quisesse e etc...
E pra quem queria o sexo anal, bom... como posso explicar? Lá vai... o "buraco" da Demi é muito pequeno, ia machucar ela jfdndfm Joe é super cuidadoso, não ia deixar isso acontecer, por isso não rolou e ele só "alargou" ela com os dedos... enfim, olha o que vocês me fazem explicar kkkkkk  

Agora o capítulo...



Toda a cor foi drenada do meu rosto, quando o meu sangue se transforma em lanças de gelo e o medo dispara pelo meu corpo. Instintivamente eu fico entre ela e Joseph.

— O que foi? — Joseph murmura, seu tom é cauteloso.

Eu o ignoro. Eu não posso acreditar que Miley está fazendo isso.

— Miley! Isso não tem nada a ver com você. — Eu brilho venenosamente para ela, a raiva substituindo o meu medo. Como ela ousa fazer isso? Não agora, não hoje. Não no dia do aniversário de Joseph. Surpreendida pela minha resposta, ela pisca para mim, seus olhos verdes arregalam.

— Demi, o que foi? — Joseph diz mais uma vez, seu tom agora é mais ameaçador.

— Joseph, você pode só ir, por favor? — Pedi a Deus.

—Não. Mostre-me. — Ele estende a mão, e sei que ele não vai aceitar a discussão, quando sua voz é fria e dura. Relutantemente eu dou-lhe o e-mail.

— O que ele fez para você? — Miley pergunta, ignorando Joseph. Ela parece tão apreensiva. Eu coro, quando uma miríade de imagens eróticas voa rapidamente pela minha mente.

— Isso não é da sua conta, Miley. — Eu não posso manter a exasperação da minha voz.

— Onde você conseguiu isso? — Joseph pergunta, com a cabeça inclinada para um lado, com o rosto inexpressivo, mas sua voz... tão ameaçadoramente suave. Miley ruboriza.

— Isso é irrelevante. — Com seu olhar de pedra, ela continua apressadamente.
— Ele estava no bolso de um casaco, que eu suponho seja seu, que eu encontrei na parte de trás da porta do quarto de Demi. — Confrontado o olhar ardente de Joseph Jonas, o olhar de aço de Miley escorrega um pouco, mas ela parece recuperar e faz uma carranca para ele.

Ela é um farol de hostilidade em seu colante e brilhante vestido vermelho. Ela parece magnífica. Mas o que diabos ela estava fazendo com as minhas roupas? Geralmente é o contrário.

— Você contou para alguém? — A voz de Joseph é como uma luva de seda.

— Não! Claro que não, — Miley dispara, afrontada. Joseph acena com a cabeça e parece relaxar. Ele se vira e vai em direção à lareira. Sem dizer nada, Miley e eu assistimos a ele pegar um isqueiro da lareira, atear fogo ao e-mail e liberá-lo, deixando-o flutuar lentamente em chamas na lareira, até consumir-se
totalmente. O silêncio na sala é opressivo.

— Nem mesmo Elliot? — Eu pergunto, voltando minha atenção para Miley.

— Ninguém, — Miley diz enfaticamente, e pela primeira vez ela olha perplexa e machucada.
— Eu só quero saber se você está bem, Demi, — ela sussurra.

— Eu estou bem, Miley. Mais do que bem. Por favor, Joseph e eu estamos bem, realmente bem e isso é notícia velha. Por favor, ignore isso.

— Ignorá-lo? — Diz ela.
— Como posso ignorar isso? O que ele fez para você? — E seus olhos verdes estão cheios de preocupação sincera.

— Ele não fez nada para mim, Miley. Honestamente, eu estou bem.

Ela pisca para mim.

— Sério? — Ele pergunta.

Joseph envolve um braço em volta de mim e puxa-me para perto, sem tirar os olhos de Miley.

— Demi consentiu em ser minha esposa, Miley, — ele diz calmamente.

— Esposa! — Miley guincha, com os olhos arregalados, incrédula.
— Nós vamos nos casar. Nós vamos anunciar nosso noivado esta noite, — Ele diz.

— Oh! — Miley olha para mim. Ela está atordoada.
— Eu deixo você sozinha por dezesseis dias e isso que acontece? É muito repentino. Então ontem, como eu disse... — ela olha para mim, perdida.
— Onde que o e-mail se encaixa em tudo isto?

— Não encaixa, Miley. Esqueça, por favor. Eu o amo e ele me ama. Não faça isso. Não estrague a sua festa e a nossa noite, — eu sussurro. Ela pisca e, inesperadamente, seus olhos estão brilhando com as lágrimas.

— Não. Claro que não. Você está bem? — Ela pergunta suavemente.

— Eu nunca estive tão feliz, — eu sussurro. Ela chega para frente e agarra a minha mão, sem levar em conta o braço de Joseph ao meu redor.

— Você realmente está bem? — Ela pergunta, esperançosa.

— Sim. — Eu sorrio para ela, a minha alegria retorna. Ela está de volta em jogo. Ela sorri para mim, a minha felicidade refletindo sobre ela. Eu saio do abraço de Joseph e ela abraça-me, de repente.

— Oh, Demi, eu estava tão preocupada quando li isso. Eu não sabia o que pensar. Você vai me explicar? — Ela sussurra.

— Um dia, não agora.

— Ótimo. Eu não vou contar a ninguém. Eu te amo tanto, Demi, como minha própria irmã. Eu apenas pensei... Eu não sabia o que pensar. Sinto muito. Se você está feliz, então eu estou feliz. — Ela olha diretamente para Joseph e repete seu pedido de desculpas. Ele acena para ela, seus olhos estão glaciais e sua expressão não muda. Oh merda, ele ainda está zangado.

— Eu realmente sinto muito. Você está certa, não é da minha conta, — ela sussurra para mim.

Uma batida na porta assusta Miley e eu. Denise abre a porta e enfia a cabeça.

— Tudo bem, querido? — Ela pergunta a Joseph.

— Tudo bem, senhora Jonas, — Miley disse imediatamente.

— Está tudo bem, mãe, — diz Joseph.

— Ótimo. — Denise entra.
— Então você não vai se importar se eu der em meu filho um abraço de aniversário — Ela sorri para nós duas. Ele abraça-a com força e degela imediatamente.

— Feliz aniversário, querido, — ela diz baixinho, fechando os olhos em seu abraço.
— Estou tão feliz que você ainda está conosco.

— Mãe, eu estou bem. — Joseph sorri para ela. Ela puxa para trás, olha para ele de perto e sorri.

— Estou tão feliz por você, — ela diz e acaricia seu rosto.

Ele sorri para ela, o seu sorriso de mil megawatts. Ela sabe! Quando ele contou a ela?

— Bem, crianças, se vocês já terminaram o seu tête-à-tête, há uma multidão de pessoas aqui para verificar se você está realmente inteiro, Joseph e para lhe desejar um feliz aniversário.

— Eu estarei lá.

Denise olha ansiosamente para Miley e para mim, parecendo tranquilizada por nossos sorrisos. Ela pisca para mim, enquanto mantém a porta aberta para nós. Joseph estende a mão para mim e eu a aceito.

— Joseph, eu realmente peço desculpas, — Miley diz humildemente.

Humilde em Miley é algo para se ver. Joseph acena para ela e nós seguimos para fora. No corredor, eu olho ansiosamente para Joseph.

— Sua mãe sabe sobre nós?

— Sim.

— Oh. — E pensar que a nossa noite poderia ter sido derrubada pela tenaz senhorita Cyrus. Tremo só de pensar nas ramificações que o estilo de vida de Joseph revelaria para todos. Caralho.

— Bem, esse foi um começo interessante para a noite. — Eu sorrio docemente para ele. Ele olha para mim e está de volta seu olhar divertido. Graças a Deus.

— Como sempre, Srta. Lovato, você tem um dom para eufemismo. — Ele leva a minha mão aos lábios e beija os meus dedos à medida que caminhamos para a sala, para uma rodada súbita, espontânea e ensurdecedora de aplausos.

Droga. Quantas pessoas estão aqui? Eu examino a sala rapidamente: todos os Jonas, Ethan com Mia, Dr. Flynn e sua esposa, eu assumo. Mac que veio do barco, um homem alto, bonito, Afro-americano, eu me lembro de tê-lo visto no escritório de Joseph, na primeira vez que encontrei com ele, Lily, a amiga cadela de Mia, duas mulheres que eu não reconheço, e... Ah, não. Meu coração afunda. Aquela mulher... Sra. Robinson. Gretchen se materializa com uma bandeja de champanhe. Ela está em um vestido decotado preto, sem tranças, ruborizada e vibrando suas pestanas para Joseph. O aplauso morre e Joseph aperta minha mão, enquanto todos os olhos se voltam para ele com expectativa.

— Obrigado a todos. Parece que eu vou precisar de uma dessas. — Ele pega dois copos da bandeja de Gretchen e dá-lhe um breve sorriso. Eu acho que Gretchen vai expirar ou desmaiar. Ele entrega um copo para mim. Joseph levanta seu copo para o resto da sala, e imediatamente todos fazem o mesmo. Liderando o cumprimento está a mulher do mal, em preto. Será que ela nunca usa qualquer outra cor?

— Joseph, eu estava tão preocupada. — Elena lhe dá um abraço breve e beija ambas as faces. Ele não me deixa ir, apesar de eu tentar libertar a minha mão.

— Eu estou bem, Elena, — murmura Joseph friamente.

— Por que você não me ligou? — Seu apelo é desesperado, com os olhos em busca dos dele.
— Eu estive ocupado.

— Você não checou as minhas mensagens?

Joseph se mexe desconfortavelmente e me puxa para mais perto, colocando o braço em volta de mim. Seu rosto permanece impassível, enquanto ele considera Elena. Ela não pode mais ignorar-me, então ela acena com a cabeça polidamente em minha direção.

— Demi, — ela ronrona.
— Você está linda, querida.

— Elena, — eu ronrono de volta.
—Obrigada.

Eu chamo a atenção de Denise. Ela franze a testa, olhando para nós três.

— Elena, eu preciso fazer um anúncio, — Joseph diz, olhando para ela desapaixonadamente.

Seus claros olhos azuis ficam nublados.

— Claro. — Ela finge um sorriso e dá um passo para trás.

— Todo mundo, — Joseph chama. Ele espera por um momento, até que o burburinho na sala morra e todos os olhos estão mais uma vez sobre ele.

— Obrigado por terem vindo hoje. Eu tenho que dizer que eu estava esperando um jantar de família tranquilo, por isso, esta é uma agradável surpresa. — Ele olha incisivamente para Mia, que sorri e lhe dá um pequeno aceno. Joseph balança a cabeça em exasperação e continua.

— Ros e eu, — ele refere-se à mulher de cabelos vermelhos que estava por perto, com uma pequena loira borbulhante,
estivemos próximos do fim ontem.

Oh, essa é a Ros que trabalha com ele. Ela sorri e levanta seu copo para ele. Ele acena para ela.

— Então, eu estou especialmente feliz por estar aqui, hoje, para compartilhar com todos vocês, uma notícia muito boa. Esta linda mulher, — ele olha para mim,
— a Senhorita Demetria Devonne Lovato, consentiu em ser minha esposa e eu gostaria que vocês fossem os primeiros, a saber.

Há arquejos de assombro geral, torcida estranha, e, em seguida, uma salva de palmas! Puxa, isso está realmente acontecendo. Eu acho que estou da cor do vestido de Miley. Joseph agarra meu queixo, levanta e beija-me rapidamente.

— Em breve, você será minha.

— Eu já sou, — eu sussurro.

— Legalmente, — ele murmura para mim e me dá um sorriso perverso.

               Lily, que está em pé ao lado de Mia, olha cabisbaixa; Gretchen parece que comeu algo desagradável e amargo. Quando eu olho ansiosamente em volta, para a multidão reunida, eu avisto Elena. Sua boca está aberta. Ela está surpreendida e horrorizada, e eu não posso evitar nem um pouco, com o pequeno, mas intenso sentimento de satisfação por vê-la muda. Que diabos ela está fazendo aqui, afinal?
Paul e Denise interrompem os meus pensamentos não caridosos, e logo estou sendo abraçada e beijada, passando ao redor de todos os Jonas.

— Oh, Demi, eu estou tão feliz que você vai ser da família, — Denise transborda.
— A mudança em Joseph... Ele está... feliz. Sou muito grata a você. — Eu coro, envergonhada por sua exuberância, mas secretamente feliz, também.

— Onde está o anel? — Mia exclama, enquanto me abraça.
— Um... — Um anel! Caramba. Eu não tinha pensado sobre um anel. Olho ansiosamente para Joseph.

— Nós vamos escolher um, juntos — Joseph olha furioso para ela.

— Oh, não me olhe assim, Jonas! — Ela o repreende, então envolve seus braços em volta dele.
— Estou tão feliz por você, Joseph, — ela diz. Ela é a única pessoa que conheço que não se intimida com o olhar ameaçador de Jonas. Esse olhar me mantém acovardada... Bem, certamente está acostumada.

— Quando você vai casar? Você definiu uma data? — Ela irradia para Joseph.

Ele balança a cabeça, sua exasperação palpável.

— Não faço ideia, e não, nós não temos. Demi e eu precisamos discutir tudo isso, — ele diz, irritado.

— Eu espero que você tenha um grande casamento, aqui, — ela irradia entusiasmo, ignorando seu tom cáustico.

— Nós provavelmente vamos voar para Las Vegas amanhã, — ele rosna para ela, e ele é recompensado com uma careta de Mia Jonas. Revirando os olhos, ele se vira para Elliot, que lhe dá o seu abraço de urso, o segundo em poucos dias.

— É isso aí, mano — Ele bate nas costas de Joseph.

A reação da sala é esmagadora, e em alguns minutos eu me encontro de volta ao lado de Joseph com o Dr. Flynn. Elena parece ter desaparecido e uma Gretchen mal-humorada recarrega as taças de champanhe. Ao lado do Dr. Flynn está uma mulher notável. Jovem, com longos cabelos escuros, quase pretos, repartidos e encantadores olhos castanhos.

— Joseph, — Flynn diz, estendendo a mão. Joseph sacode alegremente.

— John. Rhian. — Ele beija a mulher de cabelos escuros em sua bochecha.

Ela é pequena e bonita.

— Fico feliz que você ainda está com a gente, Joseph. Minha vida seria mais monótona e pobre sem você.

Joseph sorri.

— John! — Rhian Repreende, para grande diversão de Joseph.

— Rhian, esta é Demetria, minha noiva. Demi, esta é a esposa de John.

— É um prazer conhecer a mulher que, finalmente, conquistou o coração de Joseph. — Rhian sorri gentilmente para mim.

— Obrigada, — eu murmuro, envergonhada de novo.

— Essa foi uma mentira que rolou por lá, Joseph, — Dr. Flynn balança a cabeça em descrença divertida.

Joseph faz uma careta para ele.

— John, você e suas metáforas de críquete. — Rhian revira os olhos.
— Parabéns para vocês dois e feliz aniversário, Joseph. Que presente de aniversário maravilhoso. — Ela sorri para mim.

                Eu não tinha ideia que o Dr. Flynn estaria aqui, ou Elena. É um choque, e eu vasculho o meu cérebro para ver se tenho algo para lhe perguntar, mas uma festa de aniversário não parece ser o local apropriado para uma consulta psiquiátrica. Por alguns minutos, nós temos uma conversa fiada. Rhian é uma dona-de casa com dois meninos. Deduzo que ela é a razão por que o Dr. Flynn esteja nos EUA.

— Ela está bem, Joseph, respondendo bem ao tratamento. Outro par de semanas e podemos considerar um programa ambulatorial. — As vozes, do Dr. Flynn e Joseph, estão baixas, mas eu não posso ajudar ouvindo, rudemente me viro para Rhian.

— Então, está preparada para as datas e fraldas...

— Isso deve levar um tempo. — Eu coro, voltando minha atenção para Rhian, que ri docemente. Eu sei que Joseph e Flynn estão discutindo sobre Leila.

— Cumprimente ela por mim, — Joseph murmura.

— Então o que você faz, Demetria?

— Demi, por favor. Eu trabalho na indústria editorial.

               Joseph e Dr. Flynn reduzem suas vozes ainda mais, é tão frustrante. Mas eles param, quando estamos reunidos com as duas mulheres que eu não conhecia antes, Ros, e a ruiva cheia de vida que Joseph apresenta como sua parceira, Gwen. Ros é encantadora, eu logo descubro que vivem no Escala, quase em frente. Ela está cheia de elogios às habilidades de piloto de Joseph. Era sua primeira vez em Charlie Tango, e ela diz que não hesitaria em ir de novo. Ela é uma das poucas mulheres que eu conheci que não se encanta por ele... bem, a razão é óbvia. Gwen é risonha com senso de humor, e Joseph parece extraordinariamente à vontade com ambas. Ele conhece-as bem. Eles não discutem trabalho, mas posso dizer que Ros é uma mulher inteligente, que pode facilmente acompanhar ele. Ela também tem uma risada grande, gutural, de
muitos cigarros. Denise interrompe a nossa conversa para informar a todos, que o jantar está sendo servido no estilo buffet na cozinha Jonas. Lentamente, os convidados fazem o seu caminho em direção à parte de trás da casa. Mia cola em mim, no corredor. Em seu vestido rosa pálido estilo baby-doll, espumante e saltos assassinos, ela se eleva sobre mim como uma fada da árvore de Natal. Ela está segurando dois copos de coquetel.

— Demi, — ela sussurra conspirando. Olha para cima, para Joseph, que me libera com um olhar ‘boa sorte, ela é impossível de lidar’, e eu entro na sala de jantar com ela.

— Aqui, — ela diz maliciosamente.
—Este é um dos martinis especiais de limão do meu pai, muito mais agradável do que champanhe. — Ela me dá um copo e olha ansiosamente enquanto eu tomo um gole para provar.

— Hmm... delicioso. Mas forte. — O que ela quer? Ela está tentando me embebedar?

— Demi, eu preciso de alguns conselhos. E eu não posso perguntar a Lily, ela tem um julgamento sobre tudo. — Mia revira os olhos, em seguida, sorri para mim.
—Ela tem inveja de você. Acho que ela estava esperando que um dia ela e Joseph pudessem ficar juntos. — Mia começa a rir com o absurdo e eu rio também.

Isto é algo que terei de lidar por um longo tempo com as outras mulheres que querem o meu homem. Eu empurro o indesejável pensamento da minha cabeça e me distraio com o assunto em mãos. Eu tomo mais um gole do meu Martini.

— Vou tentar ajudar. Diga.

— Como você sabe, Ethan e eu nos conhecemos recentemente, graças a você. — Ela sorri para mim.

— Sim. — Onde diabos ela está indo com isso?

— Demi, ele não quer namorar comigo. — Ela fez beicinho.

— Oh. — Eu pisco para ela, surpresa, eu acho que, talvez ele só não queira isso com você.

— Olha, isso parece tudo errado. Ele não quer namorar porque sua irmã está saindo com meu irmão. Você sabe, ele pensa que é algum tipo de incesto. Mas eu sei que ele gosta de mim. O que posso fazer?

— Oh, eu vejo, — eu murmuro, tentando ganhar algum tempo. O que posso dizer?
— Você pode concordar em serem amigos e dar-lhe algum tempo? Quer dizer, você acabou de conhecê-lo.

Ela ergue a sobrancelha e eu coro.

— Olha, eu sei que realmente acabei de conhecê-lo, mas Joseph... — Eu faço uma carranca para ela, não sei o que quero dizer.

— Mia, isso é algo que você e Ethan terão que trabalhar juntos. Poderia tentar o caminho da amizade.

Mia sorri.

— Você aprendeu aquele olhar de Joseph.

Eu coro.

— Se você quer um conselho, pergunte a Miley. Ela pode ter alguma introspecção sobre como seu irmão se sente.

— Você acha? — Mia pergunta.

— Sim. — Eu sorrio encorajadora.

— Legal. Obrigada, Demi. — Ela me dá outro abraço e olha animadamente e de forma impressionante, dado os seus saltos altos, para a porta, sem dúvida, procurando por Miley. Eu tomo mais um gole do meu Martini, e estou prestes a segui-la, quando sou parada em meu caminho.

Elena voa para a sala, com o rosto tenso, cheio de raiva e determinação. Ela fecha a porta silenciosamente atrás dela e faz uma carranca para mim.

Oh droga.

— Demi, — ela zomba.

Conclamo todo o meu autocontrole, um pouco confusa, com dois copos, de champanhe e o coquetel letal, que eu carrego na minha mão. Eu acho que todo o sangue foi drenado do meu rosto, mas eu organizo tanto o meu subconsciente como a minha deusa interior, a fim de aparecer calma e serena, enquanto eu puder.

— Elena. — Minha voz é baixa, mas constante, apesar da minha boca seca.

Por que esta mulher me assusta tanto? E o que ela quer agora?

— Gostaria de oferecer-lhe meus sinceros parabéns, mas eu acho que seria inapropriado. — Seus penetrantes e frios olhos azuis olham friamente para os meus, cheio de ódio.

— Eu não necessito que me deseje suas felicitações, Elena. Estou surpresa e desapontada por vê-la aqui.

Ela arqueia uma sobrancelha. Acho que ela está impressionada.

— Eu não tinha pensado em você como uma adversária digna, Demetria. Mas você me surpreende a cada esquina.

—Eu não pensei em você de modo algum, — Eu minto, friamente. Joseph ficaria orgulhoso.
— Agora, se você me der licença, tenho coisas muito melhores
para fazer do que perder meu tempo com você.

— Não tão rápida senhorita, — ela sussurra, encostada na porta, bloqueando-a.
— Que diabos você pensa que está fazendo, consentindo em se casar com Joseph? Se você pensa por um minuto que você pode fazê-lo feliz, você está muito mal.

— O que eu estou consentindo com Joseph não é da sua conta. — Eu sorrio com doçura sarcástica. Ela me ignora.

— Ele tem necessidades, necessidades que você não pode sequer começar a satisfazer, — ela se alegra.

— O que você sabe de suas necessidades? — Eu rosno. Meu senso de indignação incendeia brilhante, queimando dentro de mim, quando a adrenalina surge através de meu corpo. Como ousa essa puta de merda pregar para mim?

— Você não é nada mais que uma doente molestadora de crianças, se dependesse de mim, eu a jogaria no sétimo círculo do inferno e iria embora sorrindo. Agora saia do meu caminho ou eu tenho que fazê-lo?

— Você está cometendo um grande erro aqui, senhora. 

— Ela balança um longo dedo fino, perfeitamente cuidado, para mim. — Como você se atreve a julgar o nosso estilo de vida? Você não sabe nada, e você não tem ideia de onde você está se metendo. E se você acha que ele vai ser feliz com uma pequena e tímida interesseira como você...
É isso aí! Eu jogo o resto do meu Martini de limão na cara dela, encharcando-a.




COMENTEM....

A DEMI JOGOU O MARTINI NA CARA DA ELENA KKKKKKKKKK
O que será que vai acontecer? dividi o último em 3 partes... Elena causandoooo, agora vocês já tem uma ideia do que a Denise vai fazer?
Comentários respondidos, espero que vocês estejam gostando... e até amanhã gatonas!
ps: nao me façam explicar sexo anal novamente kkk bjs

29 comentários:

  1. DEMETRIA , EU TE AMO kkkkkk' Bem feito pra Vacelena . Por mim jogava uma garrafa logo nela u.u Perfeito, mas posso esperar pra ler o resto!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. vacelena? KKKKKKKK AMEI!!!!

      Daqui a pouco posto

      Excluir
  2. Denise vai matar a vaca da Elenaaaa kkkk nao vejo a horaaaaaaa, vai postar amanha ??? To anciosa Lua, quer me mataaar

    ResponderExcluir
  3. Bom elas vao gritar uma com a outra, elana vai tentar bater na Demi, ai a elena vai na festa vai botar a porra da boca no trambone, ai a Denise cai meter a porrada nessa vagabunda, ai nao sei mais o que adivinhar kkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kdjndf nao vai ser bem assim, logo vc entende!

      Excluir
  4. Eu acho só acho que a porrada vai estancar :/ e demi te amo por ter feito isso

    ResponderExcluir
  5. Aiii q budegaaa, quero matar essa vadia da Elena

    ResponderExcluir
  6. Lua sua... sua... ahh que raiva... é sempre assim, chega na melhor parte de capitulo e vcs param, eu sei que vc sabe porque tu lê fic também. Vc vai posta as outras duas parte amanhã né?!! Sabe, faria MUITA gente feliz, um mundo melhor e slá... como eu não tenho mais o que escrever -novidade- bjs e até amanhã pra vc me fazer mais feliz e terminar a segunda temporada!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hoje só tem uma parte, não posso postar as duas pq são grandes dms...

      nfewjnjnr termino a temporada amanha ou sabado, nao fique brava hahaha bjs

      Excluir
  7. Ai meu deus amei, amei da Demi ter jogado o martini na cara dela rsrs, vc vai postar amanha?

    ResponderExcluir
  8. Demi v1d4 lok4 assim eu amo , Denise faz seu barraco logo ... posta rápido

    ResponderExcluir
  9. eeeeeeeeeeita porra ! to endo que a bagaça vai fica feia ... a vaca da elena vai querer meter a porrada na Demi e a Denise vai defender ela , se não juntar mais gente pra isso. Joe vai acabar com ela sem nem pensar. amanhãaaaaaaaaaaa vc tem que postar Lua, por favor !!!

    posssssssssta logoo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Elena nem é louca de avançar pra cima da Demi, pelo menos não agora!

      Vou postar daqui a pouco Juh, bjs!

      Excluir
  10. Ainda bem que a miley não provocou muita treta.
    ADOREI a demi jogando o martini na Elena. Essa mulher esta é com inveja né gente?! Primeiro ela diz que quer que a Demi fassa ele feliz mas depois do anuncio do casamento ela fala que a demi não pode satisfazer ele, cara que raiva dessa mulher sdxflnç eles sabem bem o que fazem e esss bem é um ao outro.
    Desculp meu momento revolta lua sdflkj
    Bj Nanda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Elena quer Joseph só pra ela, velha bastarda!!!
      Também sou revoltada com elena, cara ela é uma puta! jfkn

      Excluir
  11. Menina como tu acabas o capitulo assim?? Tou aqui morrendo so para saber o que vai acontecer entre a demi, elena e a denise!!!... e o que o joe vai fazer!! Jesus uma pessoa fica uns dias sem vir aqui e leva assim com uns capitulos destes... Muito boa esta 2ª temp. anciosa para a 3ª. Poooostaaa amanha pfv Lua
    Bjnhos da Portuga *_*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. esse aniversário do joe, causou!!! Cheio de intrigas...

      Muito obrigada por comentar, posto daqui a pouco!

      Excluir
  12. argh se eu tivesse teu numero te ligava a noite inteira até tu postar, encheria suas mentions ou ficaria jogando pedrinhas na janela do teu quarto não acredito q você fez isso como parar nas melhores partes é sua sina né kkkkk sua explicação sobre sexo anal foi engra lol uai demetria rebelde adorei isso, será que alguem vai ouvir a conversa delas? miley? ou a tia denise? hm tem varias perguntas ba minha mente, como disse sou uma leitora observadora e chata né? kkk você tem twiter ou? bjo Ane

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. KKKKKKKKKKKKKKKK
      DEMI SUPER LOUCA REVOLTADA DEFENDENDO O HOMEM DELA!!!
      Pode perguntar bjs!

      Excluir
  13. OMG :o Calma ai, pera ai , qe capitulo foi esse garota ?? Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk divo,perfeito, maravilhoso gentee Dona Demitria Devonne Lovato JONAS (*-*) mostrando que nao é bagunça não kkkk bem feito pra Elena e agora o barraco ta armado de vez, e nao sei pq algo me diz qe a Denise sabe/desconfia de algo ou então o santo dela não bate com o da Elena tbm não u.u Esperar pra ver né kkkkkkk
    Ps. Mia é das minhas e já foi logo querendo saber do anel, ta certinha ela , como assim o Sr. Jonas pede a menina em casamento e nem compra a aliança ?kkkkkk
    Bom chega de escrever né kkkkk quero o proximo o mais rapido qe vc puder sua linda :D
    Bjos - Marina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Elena é odiada por todo mundo, mas ela vai causar e muito ainda... ela vai pegar odio mortal da demi kkkkkkkkkk
      mia é super dms né?
      posto daqui a pouco

      Excluir
  14. Oiie, to adorando essa história. Muito boa!!!
    Quando você vai postar mais????
    Eu aqui, muito curiosa!!! kkkkkkkkk

    ResponderExcluir